Cupim de madeira seca

O cupim de madeira seca pode construir seus ninhos em madeiras estruturais de construções ou nas mobílias das casas. No Brasil, o gênero mais comum é o Cryptotermes e a espécie que mais causa danos nas construções urbanas é a Cryptotermes brevis.

Esses cupins são cosmopolitas e estão distribuídos praticamente por todo mundo. A temperatura não é um fator que limita sua presença, pois há relatos de Cryptotermes brevis até mesmo em países de clima frio. Como são cupins que ocorrem dentro de residências e outras construções humanas, eles se aproveitam do sistema de calefação ali existente e não sentem as baixas temperaturas.

Os ninhos geralmente não possuem contato com o solo. As colônias não são muito grandes, apresentando centenas de cupins que vivem nas galerias e túneis escavados na própria peça de madeira da qual se alimentam. É interessante observar que essa espécie não apresenta operários verdadeiros. Os trabalhos normalmente executado pela casta dos operários são cumpridos por indivíduos denominados falsos operários (ninfas com brotos alares), pois eles podem se desenvolver, transformando-se em reprodutores. O extermínio da rainha não implica, portanto, no fim da colônia.

Os soldados não constituem uma casta numerosa entre os Cryptotermes brevis. Eles são lentos, pouco agressivos, mas possuem mandíbulas fortes e podem ser facilmente reconhecidos pela coloração escura de suas cabeças. Outra característica que lhes é peculiar é o fato de apresentarem cabeça achatada, utilizada para obstruir os orifícios do ninho que fazem contato com o meio externo.

Os reprodutores alados dessa espécie, conhecidos como “siriris” ou “aleluias” não são muito grandes. Suas asas, maiores do que o corpo, destacam-se facilmente quando tocadas.


Danos causados por Cupins de Madeira Seca

Os cupins de madeira seca atacam móveis, portas, forros, quadros, rodapés, compensados e madeiras estruturais das construções em geral. O desenvolvimento de uma colônia é bastante lento, de modo que os danos só começam a ser observado após cerca de 3 anos de infestação. A disseminação desses cupins se dá através do contato da madeira com peças contaminadas.


Como identificar um foco de Cupim de Madeira Seca

Para se identificar um ninho de cupins de madeira seca, devemos prestar atenção às seguintes características:

  1. Presença de um pó granuloso com cor e aspecto de madeira sob a peça infestada. Trata-se de fezes de cupins, que quando estão frescas possuem um aspecto mais claro, mas com o passar do tempo adquirem coloração mais escura.

  2. Presença de asas de “siriris” ou “aleluias” no local de infestação, o que indica que a colônia pode ter liberado seus reprodutores alados para a revoada.

  3. Peças de madeira com a superfície intacta e interior oco, que se quebra com uma pequena pressão.

  4. Presença de pequenos furos circulares na peça de madeira. Esses furos podem estar abertos ou fechados com um líquido que endurece após sua deposição.

Procurando Serviço de Descupinização em São Paulo?