Cupim em ambiente urbano

Causas da proliferação exagerada em ambientes urbanos

As construções urbanas constituem o abrigo ideal para cupins, uma vez que os coloca a salvo de seus predadores naturais e lhes proporciona farta alimentação. O consumo de árvores para a construção de casas e fabricação de mobília tem aumentado cada vez mais e, com isso, a quantidade de celulose disponível no meio urbano também aumenta, de modo a atrair os cupins.

Madeiras nobres são menos atacadas por cupins, mas elas são mais caras e têm sido cada vez menos utilizadas devido à exploração indiscriminada de suas árvores. A demanda por esse material é muito grande em áreas urbanas, então, a madeira utilizada é proveniente de árvores de reflorestamento que são pouco resistentes ao ataque de cupins.

Outro fator decisivo na infestação de cupins em áreas urbanas refere-se ao plantio inadequado e mal planejado de árvores em ruas e avenidas. Essas árvores muitas vezes são plantadas em solo compactado, com pouco espaçamento entre elas e sob a fiação elétrica. Assim, quando elas se tornam um problema, quebrando calçadas com suas raízes ou atingindo a fiação com seus galhos, elas são podadas de maneira inadequada, o que muitas vezes causa a morte das árvores, que servirão de alimento aos cupins. Além disso, quando se corta uma árvore em praças ou avenidas, raramente se remove a raiz, que certamente será infestada por cupins. Dessa forma, temos sempre ninhos de cupins próximos às nossas residências, o que facilita muito a infestação em nossas construções e mobílias.


Tipos de cupins que atingem as áreas urbanas

Como afirmado anteriormente, a maior parte dos cupins não causa danos ao homem e desempenha um papel importante com relação ao equilíbrio ecológico de uma determinada área. Algumas poucas espécies, no entanto, tem se proliferado de maneira exagerada nos ambientes urbanos, o que lhes conferiu o status de pragas urbanas.

Os cupins que atingem as áreas urbanas podem ser classificados de acordo com o modo de construção de seus ninhos em:

  • Cupins de madeira seca;
  • Cupins subterrâneos;
  • Cupins arborícolas.

  • A tabela a seguir mostra quais são as famílias e espécies às quais pertence cada tipo de cupim:


    Família Espécie Tipo de Cupim
    Kalotermitidae Criptotermes brevis
    Criptotermes spp
    Cupins de madeira seca
    Rhinotermitidae Coptotermes gestroi
    Heterotermes tenuis
    Heterotermes longiceps
    Heterotermes assu
    Cupins subterrâneos
    Termitidae Nasutitermes corniger
    Nasutitermes spp
    Cupins arborícolas


    Procurando Serviço de Descupinização em São Paulo?