Cupim
Cupim Praga
Organização social dos Cupins
O ciclo de vida dos cupins
Os ninhos de Cupim
Cupins em ambientes rurais
Cupins no ecossistema
Características dos ninhos de cupim
Danos causados às pastagens
Combater cupins em áreas rurais
Cupim em ambiente urbano
Cupim de madeira seca
Como evitar Cupim de Madeira
Cupim subterrâneo
Como evitar Cupim subterrâneo
Dedetização Cupim
Cupim arborícolas
Considerações cupim
FAQ - Cupins
Contato

 

 
Os textos contidos neste site possuem direitos autorais. Sua cópia total ou parcial, sem autorização expressa, resultará em medidas judiciais cabíveis.
 

Importância dos “cupins de montículo” no ecossistema

Os “cupins de montículo” quase sempre são vistos como pragas pela maior parte da população, entretanto, é questionável se eles realmente causam danos às pastagens. Esses animais constroem seus ninhos no solo, com inúmeros túneis e galerias, que proporcionam a aeração do solo, bem como uma melhor distribuição de nutrientes nesse ambiente. Pode-se afirmar ainda que os “cupins de montículo” contribuem positivamente para a fertilidade da pastagem, uma vez que incorporam ao solo materiais orgânicos, como resíduos vegetais, fezes e saliva.

Causas da proliferação exagerada de “cupins de montículo”

O aumento exagerado dos ninhos de cupins em pastagens é consequência da interferência do homem no ambiente natural, por meio do desmatamento de florestas e cerrados para a implantação de pastagens. Esse desmatamento provoca a morte ou a diminuição de animais que se alimentam desses cupins ou competem com eles pelo mesmo espaço, o que favorece seu crescimento na área desmatada. Dentre os predadores naturais dos cupins, podemos citar pássaros, lagartos, roedores, tatus e tamanduás. Além disso, a plantação de gramíneas nas áreas de pastagens promove um aumento do alimento disponível para o cupim, fazendo com que esses animais dominem cada vez mais o ambiente.

A retirada de árvores para a plantação de gramíneas provoca alterações climáticas na região desmatada. Isso faz com que os solos fiquem mais quentes e úmidos, principalmente nos primeiros 15 cm de profundidade. Estudos mostram que nesse tipo de clima, o desenvolvimento de cupins, formigas e outros invertebrados subterrâneos é favorecido.

É interessante observar que as infestações geralmente ocorrem em pastagens velhas, que já estavam degradadas antes da infestação. Devemos, portanto, ter em mente que essas pastagens são infestadas porque estão degradadas e não o contrário. Alguns estudos defendem que a presença dos cupins nessas áreas é benéfica, uma vez que recupera o solo, propiciando maior quantidade de nutrientes e matéria orgânica às pastagens.

 

Todos os Direitos Reservados a Cupim .net.br